COMO AS RELAÇÕES PODEM NOS DESEQUILIBRAR?

Ao longo da vida vivemos diversas situações, com pessoas diferentes, recebendo informações variadas através dos nossos 5 sentidos e processando-as de maneiras diferentes. Esta é a base da nossa personalidade e é isto que nos difere das outras pessoas, as nossas verdades internas.

Se cada um de nós, consideramos que as nossas verdades são absolutas, iniciamos um processo de discordância com o externo, seja pelas situações ou pessoas.

Diante desta relação de discórdia, nos mostramos através dos nossos comportamentos, sejam eles verbais ou não, iniciando assim um diálogo interno. Este diálogo pode se transformar no externo e muitas vezes, numa discussão focada no convencimento de que o outro está errado, porém errado em relação a nossa verdade.

E assim dispendemos uma energia acima do normal, que aos poucos vai nos desequilibrando. Levando em consideração que somos corpo, mente e emoção, vamos ao longo do tempo deteriorando nossas partes:

relacion deseq

 

* o corpo através dos sintomas e doenças,

* a mente através da sua capacidade de pensar nos tornando limitados,

* os sentimentos cada vez mais focados no problema, através da raiva, ressentimento, medo, impotência, julgamento entre outros.

Quanto mais entramos nestas relações conturbadas, menos equilíbrio adquirimos e na maioria das vezes, só conseguimos sair delas pois cansamos desta situação, por isto levamos muito tempo.

 

História pessoal

Eu comecei cedo, contrai uma hérnia de disco, com uns 22 anos, que me deixou de cama por um mês, por questões emocionais, além da propensão genética. Desde os  meus 15 anos vivi uma situação familiar conturbada deixando meu emocional se desequilibrar. Eu mantive esta mesma relação no meu relacionamento conjugal, além de ter encontrado uma pessoa com mesmo perfil que eu tinha no âmbito familiar.

Eu acreditava que existia uma relação entre o corpo e mente e entre várias procuras através de literaturas,  cursos e tratamentos, eu procurei minha reforma interior. Melhorei muitos pontos da minha vida, mas somente consegui me reequilibrar após 30 anos de muito sofrimento físico e emocional.

Não entendia claramente o que precisava me modificar. Eu acreditava que a causa das minhas relações conturbadas estava sempre relacionado ao outro, a culpa não era minha. Eu criticava a atitude alheia, queria colocar meu ponto de vista, fazia de tudo para que concordassem comigo. Eu queria impor a minha verdade pela posição de poder e não com argumentos, afinal trouxe alguns padrões de família, tais como gritos e discussões nas relações.

A pessoas me atingiam pois eu permitia, na verdade eram defeitos e questões internas  que eu mesma precisava resolver.  Quando ressignifiquei os meus padrões internos percebendo que a minhas verdades não eram absolutas, as minhas dores desapareceram. Há dois anos que não tenho nenhum sintoma relacionada as duas hérnias de disco, nem a hiper lordose e escoliose instaladas anteriormente.

 

VOCÊ IDENTIFICA ALGUMA RELAÇÃO DE DESEQUILÍBRIO EM SUA VIDA?

PERCEBA-SE, AVALIE-SE, QUAIS SÃO AS SUAS VERDADES DIFERENTES DO EXTERNO?